UM CLIQUE

Mercado Pago, Noh e Iniciador são os primeiros a lançar 'Pix inteligente'

Fintechs testam mecanismo que permite transferências automáticas entre contas de mesma titularidade com uma só autorização

Imagem: Mohamed Hassan/Pixabay
Imagem: Mohamed Hassan/Pixabay

Quase três meses depois da estreia das transferências inteligentes como novo recurso no Open Finance, começam a surgir os primeiros casos de instituições que oferecem essa funcionalidade. O mecanismo permite, com uma só autorização, transferências automáticas via Pix entre contas de mesma titularidade, usando “gatilhos” para que isso ocorra. O processo se dá por meio da iniciação de pagamento. 

Primeiro player a colocar em operação o serviço de ITP, em fevereiro de 2022, o Mercado Pago também inaugura as transferências inteligentes. O banco digital do Mercado Livre comunicou nesta quinta-feira (4/7) que passou a disponibilizar a funcionalidade de “depósito com um clique”. O recurso está em testes gradativos com um grupo de usuários e estará disponível para toda a base em breve.

Em nota, Felipe Soria, head de estratégia e negócios regulados do Mercado Pago, diz que essa agenda permite uma gestão única das finanças para pessoas físicas ou empresas. Ele dá um exemplo: se o usuário tem duas contas e uma delas oferece melhor rendimento, com o compartilhamento de dados e a transferência inteligente, é possível aplicar automaticamente o dinheiro na conta que rende mais. 

‘Pix inteligente’ para casais

Quem também começou testes com transferências inteligentes foi a fintech Noh, de conta conjunta para casais. O recurso, anunciado também nesta semana, permite abastecer a carteira digital com um depósito instantâneo sem sair do aplicativo. A funcionalidade é fruto de uma parceria com o Iniciador, plataforma de infraestrutura para iniciação de pagamentos.

“O Pix Inteligente significa que o Open Finance deixa de ser um benefício só para os bancos e se torna um benefício real para os consumidores. Agora, os usuários realmente ganham uma solução para mover seus recursos no dia a dia”, afirma Octavio Turra, CTO e cofundador da Noh, em nota.

Inicialmente (com o perdão do trocadilho), a novidade vale para 30 instituições financeiras, incluindo Nubank, Itaú Unibanco, Mercado Pago, PicPay, Santander, C6 e outros. A ideia é incluir outras instituições financeiras no futuro, diz a Noh, sem dizer quando ou quais. 

Em nota, a fintech diz também que chegou a testar um recurso semelhante no ano passado, em parceria com o BTG Pactual. No entanto, as transações exigiam migração entre os aplicativos financeiros das duas empresas para completar as transferências. Por isso, a modalidade foi descontinuada pela empresa. 

Vale lembrar que a Noh não tem licença de iniciador de pagamento. Portanto, faz acordo com algum provedor de mercado que tenha essa autorização junto ao Banco Central. É o caso do Iniciador. Atualmente, 32 instituições no país são aptas a operar esse serviço — a mais recente a entrar na lista foi a Cumbuca, concorrente direto da própria Noh.