Artigo: Web Summit 2022 e o futuro das fintechs

Em texto para o Finsiders, Luiza Nolasco, head de parcerias e comunicação da NG.Cash, conta alguns dos temas discutidos no Web Summit 2022

Por Luiza Nolasco*, para o Finsiders

A edição deste ano de um dos maiores eventos de tecnologia e inovação do mundo, o Web Summit, trouxe à tona discussões extremamente valiosas que apontam o futuro das fintechs e negócios na área voltados para finanças, educação financeira e investimentos — um mercado que vem crescendo bastante nos últimos anos.

Com a grande maioria dos players do setor já com os seus sinalizadores apontados para expansão internacional, o consumidor que busca alternativas aos bancos e novas formas de lidar com dinheiro pode contar com um verdadeiro celeiro de opções, oportunidades e inovações.

Um dos primeiros painéis do evento foi “Fintech 2023, what next?”, que discutiu o fato de que o boom das fintechs aconteceu porque os bancos tradicionais não estavam interessados em tirar vantagens das novas tecnologias. Hoje as fintechs ainda representam uma pequena parcela do mercado, o que mostra que estamos diante do início de uma transformação que ainda há muito a revelar, e que existe ainda muito espaço e caminho pela frente.

Luiza Nolasco é head de parcerias e comunicação da NG.Cash (Foto: Divulgação/NG.Cash)
Luiza Nolasco é head de parcerias e comunicação da NG.Cash (Foto: Divulgação/NG.Cash)

Outras discussões sobre o tema durante o Web Summit também geram boas reflexões. Há espaço para as fintechs trabalharem com os bancos ou contra os bancos quando se fala em Open Banking, por exemplo? Pensando em soluções em que se faça o uso inteligente dos dados bancários para criação de comunidades, análise de crédito, produtos de seguro, etc, alguns players alegam que sim.

Por outro lado, vale considerar o contraponto de que as fintechs surgiram exatamente para serem o oposto dos bancos tradicionais, pois entenderam gaps e necessidades não atendidas por estas instituições. Seria preciso mudar a cultura dos bancos para conseguirem reagir e construir um novo tipo de relacionamento com seus clientes. Com certeza, as fintechs estão aí para mostrar essa revolução, que significa um caminho sem volta para um setor cada vez mais futurista.

Cada vez mais se espera em suprir demandas reais das pessoas, e não apenas de ser uma opção para os consumidores colocarem seu dinheiro. A tecnologia é uma importante aliada nesse processo, pois pode contribuir para levantar indicadores e cruzar informações com agilidade e, de oferecer serviços e produtos que realmente vão impactar e facilitar na sua vida.

E muito se falou no Web Summit sobre um propósito ainda maior: o de educar os consumidores financeiramente, existe uma preocupação em tornar os clientes cada vez mais educados financeiramente para que criem uma relação saudável com dinheiro.

A pandemia fez a tendência da diminuição do dinheiro físico acelerar muitos anos. Hoje já vemos muitos estabelecimentos que não aceitam mais dinheiro físico, e as empresas do setor precisam olhar mais para o comportamento cotidiano. E com certeza a tecnologia vai continuar acelerando e trazendo novas alternativas que vamos ver surgindo no curto prazo.

Já em se tratando de aderência à inovações e tudo o que envolve tecnologia, não é novidade que a geração Z é sempre a primeira a aderir, visto as grandes proporções de produtos e serviços como metaverso, NFTs e criptomoedas — e isso não seria diferente para a aderência ao mundo das fintechs, e é um fato que o setor está de olho para a GenZ Banking. A Geração Z tem gerado uma série de reflexões sobre novos hábitos e comportamentos, além da evolução necessária de diversos mercados para atender características e anseios que surgiram com estes novos consumidores.

Nascidos em uma era de fácil acesso à informação, os jovens de hoje têm contato cada vez mais cedo com conteúdos de educação financeira, o que cria a faísca inicial de interesse na gestão do próprio dinheiro. Paralelamente, existem inúmeros aplicativos e serviços cuja adesão é majoritariamente alavancada pela GenZ, o que impulsiona a busca por ferramentas que ofereçam liberdade e independência ao consumir produtos e serviços no dia a dia.

Como afirmou Nicolas Cary, CEO da Blockchain.com, durante painel no Web Summit, “Nos próximos anos vamos ver os boomers transferindo dinheiro para a geração Z, que é uma geração diferente de investidores. Eles são digitais e estão muito mais dispostos a investir em outras moedas.”

*Luiza Nolasco é head de parcerias e comunicação da NG.Cash, a carteira da nova geração.

As opiniões neste espaço refletem a visão dos especialistas e executivos de mercado. O Finsiders não se responsabiliza pelas informações apresentadas pelo autor do texto.

Leia também:

Startups: Confira os principais destaques do Web Summit 2022

Cinco cenários para o futuro do setor bancário, na visão da PwC

Artigo: Tendências de banking as a service (BaaS) para 2023

Money 20/20: Metaverso, crypto, BNPL e as principais tendências do setor

[/et_pb_text][et_pb_text admin_label=”TAGS – NÃO MEXER” _builder_version=”4.16″ _dynamic_attributes=”content” _module_preset=”default” text_font=”|600|||||||” text_text_color=”#023146″ link_font=”|600|||||||” link_text_color=”#023146″ locked=”off” global_colors_info=”{}”]@ET-DC@eyJkeW5hbWljIjp0cnVlLCJjb250ZW50IjoicG9zdF90YWdzIiwic2V0dGluZ3MiOnsiYmVmb3JlIjoiVEFHUzogIiwiYWZ0ZXIiOiIiLCJsaW5rX3RvX3Rlcm1fcGFnZSI6Im9uIiwic2VwYXJhdG9yIjoiIHwgIiwiY2F0ZWdvcnlfdHlwZSI6InBvc3RfdGFnIn19@[/et_pb_text][/et_pb_column_inner][/et_pb_row_inner][/et_pb_column][et_pb_column type=”1_3″ _builder_version=”4.16″ custom_padding=”|||” global_colors_info=”{}” custom_padding__hover=”|||”][et_pb_signup mailchimp_list=”Finsiders Brasil|d1e4d69294″ first_name_field=”off” last_name_field=”off” success_message=”E-mail Cadastrado!” title=”Os principais empreendedores, investidores e executivos do setor leem. Junte-se a eles:” button_text=”Inscrever-se” admin_label=”Cadastro na News” _builder_version=”4.16″ _module_preset=”default” header_text_align=”left” background_color=”#023146″ custom_button=”on” button_text_color=”#ffffff” button_bg_color=”#0c71c3″ button_border_width=”0px” border_radii=”on|4px|4px|4px|4px” locked=”off” global_colors_info=”{}”][/et_pb_signup][et_pb_text admin_label=”Leia também” _builder_version=”4.17.4″ header_text_color=”#023146″ header_2_text_color=”#023146″ custom_margin=”||17px|||” locked=”off” global_colors_info=”{}”]

Leia também:

[/et_pb_text][et_pb_blog fullwidth=”off” posts_number=”3″ include_categories=”current” meta_date=”d/m/Y” use_manual_excerpt=”off” show_more=”on” show_author=”off” show_date=”off” show_categories=”off” show_excerpt=”off” show_pagination=”off” admin_label=”Artigos relacionados” _builder_version=”4.16″ _module_preset=”default” header_font=”|700|||||||” header_text_color=”#333333″ read_more_font=”|700|||||||” read_more_text_color=”#023146″ border_radii=”on|10px|10px|10px|10px” border_width_all=”0px” box_shadow_style=”preset2″ global_colors_info=”{}”][/et_pb_blog][/et_pb_column][/et_pb_section][et_pb_section fb_built=”1″ _builder_version=”4.16″ custom_padding=”19px|||||” global_colors_info=”{}”][et_pb_row column_structure=”1_3,2_3″ admin_label=”Autor – Redação” _builder_version=”4.16″ _module_preset=”default” custom_padding=”||0px|||” locked=”off” global_colors_info=”{}”][et_pb_column type=”1_3″ _builder_version=”4.16″ _module_preset=”default” global_colors_info=”{}”][et_pb_image src=”https://finsidersbrasil.com.br/wp-content/uploads/2021/06/Redacao-editor.png” title_text=”Redacao-editor” url=”https://www.linkedin.com/company/finsidersbrasil/” url_new_window=”on” align=”center” _builder_version=”4.16″ _module_preset=”default” width=”54%” global_colors_info=”{}”][/et_pb_image][/et_pb_column][et_pb_column type=”2_3″ _builder_version=”4.16″ _module_preset=”default” global_colors_info=”{}”][et_pb_text _builder_version=”4.17.4″ text_font=”||||||||” text_text_color=”#333333″ text_font_size=”18px” header_text_color=”#ffffff” custom_margin=”55px|||||” global_colors_info=”{}”]

Conteúdos produzidos por jornalistas do Finsiders e artigos exclusivos de executivos e especialistas no setor financeiro

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]